ÁREAS DE ATUAÇÃO

Governo de Minas Gerais e Codemig investem de forma pioneira na gastronomia

12 de janeiro de 2018

Investimentos por meio da Codemig na indústria criativa chegarão a R$ 50 milhões até o fim de 2018

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), vem desenvolvendo ações sistemáticas de incentivo à gastronomia. De 2015 a 2017, a Empresa investiu cerca de R$ 20 milhões em ações diretas e indiretas de fomento à gastronomia, setor estratégico na geração de emprego e renda para a economia mineira.

Entre essas ações, estão os editais públicos de incentivo à gastronomia. Os três editais de incentivo a festivais gastronômicos já realizados pela Codemig somam investimento da ordem de R$ 3 milhões, beneficiando cerca de 30 projetos em mais de 20 municípios, como Divinópolis, Igarapé, Lambari, São João del-Rei, Serro, Juiz de Fora, Paracatu, Viçosa, Salinas, Uberlândia, Nanuque e Teófilo Otoni, além da capital. O aporte oferecido contemplou 12 dos 17 Territórios de Desenvolvimento mineiros, do Norte ao Sul, passando pelo Alto Jequitinhonha, Vale do Aço, Noroeste e outros.

A seleção de projetos de fortalecimento e fomento dos festivais gastronômicos potencializa a cadeia produtiva gastronômica em Minas Gerais e contribui para a movimentação do fluxo turístico regional e nacional, além de reforçar o posicionamento do Estado como um destino turístico gastronômico de referência no País. A iniciativa busca beneficiar todos os territórios gastronômicos do Estado: Cerrado, Espinhaço, Rios, Central e Mantiqueira. O processo de seleção avalia critérios como viabilidade da execução, abrangência, inovação, envolvimento de profissionais e produtos da região, participação de chefs, público estimado, estrutura física, estratégias de comunicação e comercialização, tradição do evento e acessibilidade. São valorizadas categorias distintas, como Festivais Gastronômicos Tradicionais, Novos Eventos, Food Trucks para as cidades da Estrada Real e Food Trucks para os circuitos turísticos, entre outras.

Toda essa estratégia de desenvolvimento econômico foi consolidada no Programa +Gastronomia, lançado em maio de 2017 pelo Governo estadual. A iniciativa envolve diversas instâncias da administração estadual, incluindo a Codemig, para, em conjunto com a sociedade civil e a iniciativa privada, fomentar e valorizar toda a cadeia produtiva da gastronomia, do campo à mesa, reconhecendo-a como setor estratégico para o desenvolvimento sustentável do Estado de Minas Gerais. A política tem por objetivo orientar as ações governamentais voltadas ao fortalecimento da gastronomia mineira e de toda a sua cadeia produtiva: segmentos da produção de insumos, de abastecimento e armazenamento, de comércio, de indústria e de serviços. Além da geração de emprego e renda, o +Gastronomia se pauta pela preservação das tradições gastronômicas e reforço da identidade local e do senso de comunidade e pela busca da sustentabilidade socioeconômica e ambiental.

Mineiraria: vitrine para a gastronomia mineira

Neste contexto, a Mineiraria – Casa da Gastronomia e seus estandes e ações são uma vitrine do setor, tendo como carro-chefe um edifício histórico inteiramente restaurado, na Rua Uberaba, 865, no Barro Preto, região Centro-Sul de Belo Horizonte, integrante do complexo do Centro de Cultura Presidente Itamar Franco. A itinerância é fundamental dentro do conceito dessa iniciativa, liderada pela Codemig. Para além da casa, a ação se desdobra em estandes, espaços de aprendizado e uma série de outras ações como eventos, oficinas, cursos, exposições e demonstrações. Nos estandes Espaço Mineiraria, pequenos produtores mineiros participam de grandes eventos estaduais e nacionais, colocando cada vez mais em evidência a gastronomia mineira e gerando parcerias para atingir uma maior participação no mercado nacional. O Mercado Central, cartão-postal de Belo Horizonte e referência para apreciadores da boa mesa, recebeu, desde agosto/17, a Cozinha Escola Mineiraria, espaço inovador desenvolvido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Codemig. O local inclui espaço de exposição de produtos e uma cozinha, onde são realizadas capacitações e demonstrações, atendendo a profissionais e amadores da culinária mineira.

Indústria Criativa

O fomento da Codemig à gastronomia integra o Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa, lançado em agosto de 2015. A iniciativa inédita e estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o Estado. Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 50 milhões em editais de fomento e fortalecimento, com iniciativas de valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias. A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários. Estima-se que haja mais de 250 mil empresas no Brasil na área da Indústria Criativa.

O Governo do Estado e a Codemig incluíram a gastronomia no escopo de promoção do desenvolvimento econômico, considerando-a um setor estratégico com ampla capacidade de alavancar outros setores da sua cadeia de valor, como o agronegócio e o turismo de eventos, tornando-os mais inovadores, dinâmicos e competitivos. Reconhecer esse potencial e tratá-lo de forma estruturada como alvo de política de desenvolvimento econômico evidenciam a maturidade e a lucidez da administração pública em Minas Gerais. Os empreendedores desse segmento, ao receberem recursos públicos alinhados ao seu potencial e à sua criatividade, podem ampliar a produtividade e a competitividade de Minas Gerais no mercado brasileiro, principalmente como um destino turístico-gastronômico de referência. Fomentando diversas frentes de ação, a Codemig cumpre seu papel como indutora do desenvolvimento econômico e se integra de forma consciente e madura à política de valorização do cidadão praticada pelo Governo de Minas Gerais.

Novos editais

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Codemig e no contexto do Programa +Gastronomia, lançou, em dezembro/17, dois novos editais de fomento à gastronomia. O edital de incentivo a festivais gastronômicos, já em sua quarta edição, destina R$ 1,5 milhão à valorização da gastronomia no Estado, por meio do apoio a 12 eventos nos cinco territórios gastronômicos mineiros ― Cerrado, Central, Espinhaço, Mantiqueira e Rios. Já o edital de apoio a food trucks irá distribuir R$ 450 mil entre 25 desses empreendimentos. Ao todo, 37 propostas serão contempladas, e quase R$ 2 milhões serão direcionados ao setor. Os interessados devem ler os editais, disponíveis no site da Codemig, e enviar suas propostas até o dia 28 de fevereiro de 2018.

O objetivo da iniciativa é potencializar a cadeia produtiva gastronômica em Minas Gerais e movimentar o fluxo turístico regional e nacional, reforçando o posicionamento do Estado como destino turístico gastronômico de referência no País. A posição de destaque já conquistada pela gastronomia mineira mais do que justifica os investimentos em organização, estrutura e em boas estratégias de promoção e comercialização. Além dos editais, o projeto da Mineiraria ― que inclui a Casa da Gastronomia, a Cozinha Escola Mineiraria no Mercado Central e os espaços itinerantes ― demonstra o comprometimento da Codemig em fomentar o setor. Outras informações: clique aqui.