ÁREAS DE ATUAÇÃO

Governo de Minas Gerais avança na iniciativa de recuperação do Hotel Glória, em Ponte Nova

14 de março de 2017

Edifício histórico será convertido em espaço cultural e sala de cinema

O Governo do Estado de Minas Gerais avança na iniciativa que visa à recuperação do histórico Hotel Glória, em Ponte Nova, no Território de Desenvolvimento Caparaó. O Conselho de Patrimônio do município aprovou neste mês os planos de reforma e restauro para o espaço, apresentados pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). A recuperação do Hotel Glória é parte do projeto Cineminas – Programa Codemig de Apoio ao Cinema, pelo qual diversas cidades mineiras irão receber investimentos do Governo de Minas Gerais, para criar ou revitalizar salas de projeção.

Com o projeto aprovado por unanimidade no último dia 3/3 pelo Conselho de Patrimônio, órgão responsável pelo tombamento municipal do Hotel, a Codemig irá, ainda neste mês, licitar os laudos e projetos executivos complementares necessários ao início dos trabalhos.

Inaugurado em 1925, o prédio apresenta características do estilo art noveau, especialmente na fachada, saguão de entrada e em dois salões ricamente decorados. Além de restaurar as partes do edifício que guardam os elementos originais, a obra irá transformar o restante do prédio para que abrigue sala de cinema, salas multiuso para cursos de dança, teatro e artes, e ainda café, biblioteca e área de leitura, entregando à cidade de Ponte Nova um equipamento cultural completo. 

Cineminas

O objetivo do Cineminas é fomentar a indústria cinematográfica mineira, desenvolvendo políticas, parcerias e ações de incentivo à produção, à exibição e à comercialização de conteúdos. Além disso, a iniciativa vai ampliar o acesso da população à cultura e gerar impactos econômicos e sociais em todo o estado pela criação de demanda para entidades privadas e públicas de todo setor audiovisual. Os novos complexos contarão com espaços de bilheteria, bombonière e salas de exibição com capacidade para 150 a 200 pessoas. O programa leva em conta a diversidade estadual e atende à meta da Codemig de interiorização das ações de desenvolvimento.

Editais abertos

Dentro das ações de incentivo ao audiovisual, estão abertas as inscrições do edital para produção e finalização de longas metragens, iniciativa do Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam).  O concurso é uma parceria da Codemig com a Agência Nacional do Cinema (Ancine) e irá investir R$ 5 milhões em seis projetos nas categorias ficção, animação e documentário. O prazo para inscrição vai até o dia 29 de março.

O valor investido nesse concurso é dez vezes mais do que o edital piloto, publicado em 2015, que distribuiu o valor de R$ 525 mil. Desta vez, o montante destinado pelo Governo do Estado será de R$ 2 milhões, e o repasse da Ancine, por meio do Fundo Setorial do Audiovisual, será de R$ 3 milhões. Pelo menos três longas-metragens de ficção serão contemplados com o valor de R$ 1 milhão. Esse também será o valor investido em uma proposta de animação selecionada. Já para os documentários, serão R$ 500 mil, dedicados a dois projetos.

Os contemplados deverão apresentar documentação comprobatória de que já possuem garantidos, no mínimo, 50% do orçamento previsto para a realização da obra, incluindo nas receitas o valor da premiação do edital.

Os candidatos devem ser pessoas jurídicas sediadas em Minas Gerais há pelo menos um ano e registradas na Ancine como produtoras independentes. Os projetos também devem priorizar a participação de profissionais mineiros e garantir a maior parte das filmagens no estado. Cada proponente poderá inscrever até dois projetos e ter apenas um contemplado.

Outro edital é fruto da parceria entre a Codemig, a Ancine e a Rede Minas, com inscrições abertas até o dia 7 de abril. O concurso “Olhar Independente” irá selecionar 24 propostas de obras seriadas e não-seriadas que poderão receber, ao todo, R$ 17 milhões, por meio do pré-licenciamento das produções para exibição na emissora pública.

Os projetos selecionados irão firmar contrato para receber da Codemig valor correspondente ao pré-licenciamento dos direitos de exibição da obra na Rede Minas. Esse pré-licenciamento permitirá aos produtores pleitear recursos do Fundo Setorial Audiovisual por meio das linhas de financiamento do Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual (Prodav).

O valor investido pela Codemig para o pré-licenciamento das obras será de R$ 928 mil, e os projetos selecionados poderão receber da Ancine investimento total de até R$ 17 milhões, sendo R$ 7 milhões requeridos pelas próprias produtoras, por meio da linha Prodav 1, e quase R$ 10 milhões pleiteados pela Rede Minas, na linha Prodav 2.

Setor audiovisual e Indústria Criativa

A indústria cinematográfica representa uma área de expressivo potencial dentro do setor audiovisual, que tem se destacado como um dos mais dinâmicos da economia brasileira. Ele é responsável por 0,57% do PIB nacional, com um desempenho equivalente ao dos setores do vestuário e de fármacos.

O audiovisual é uma das sete áreas prioritárias do Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa inédita e estratégica, lançada em 2015, busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o Estado. Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 20 milhões em editais de fomento e fortalecimento, com iniciativas de valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias.

A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários e vem recebendo investimentos para apoio a novos negócios, numa iniciativa inédita no Estado.