ÁREAS DE ATUAÇÃO

Codemig anuncia distritos industriais contemplados em programa de revitalização e modernização

29 de março de 2016

Programa inédito e estratégico do Governo de Minas Gerais contribui para o desenvolvimento socioeconômico de diversas regiões do Estado

A nova força da indústria mineira chega para alavancar o desenvolvimento socioeconômico em diversas regiões mineiras. O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), anuncia os 13 distritos industriais (DIs) selecionados como prioritários no Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais: Belo Horizonte – Distrito do Jatobá, Betim, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Ituiutaba, Juiz de Fora, Montes Claros, Pouso Alegre, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlândia, além de Contagem, que já havia sido escolhido como projeto piloto mediante sua complexidade e por ter sido o primeiro DI do País, implantado em 1941. Foram contempladas localidades de diferentes Territórios de Desenvolvimento, estrategicamente definidos pelo Governo estadual para interiorizar as ações de progresso e dinamizar a economia mineira.

Inédito e estratégico, o plano foi lançado em maio de 2015, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG), com o objetivo de fomentar o desenvolvimento industrial em Minas Gerais, tornando o Estado cada vez mais atrativo e dotado de melhores condições de competitividade para a indústria. O Programa está se tornando referência nacional como política pública de fomento industrial e desenvolvimento econômico — outros estados já demonstraram interesse em conhecer a iniciativa mineira, como Rio de Janeiro, Bahia, Pará e Goiás, além do Distrito Federal.

Em suas primeiras etapas, o Programa realizou o estudo socioeconômico dos 44 municípios onde os 53 Distritos Industriais da Codemig estão inseridos. A iniciativa foi efetivada em parceria com o Instituo Euvaldo Lodi (IEL), ligado à Fiemg. Com base nesse trabalho, foram utilizados critérios de seleção dos 13 DIs prioritários, como percentual do PIB industrial em relação ao PIB municipal, área, bioma, disponibilidade de água superficial e subterrânea, acesso logístico e existência de aterro regularizado, por exemplo, considerando competividade, critérios de vendas, atratividade e plano de atração de empresas.

O Plano de Ação de Revitalização e Modernização do Distrito Coronel Juventino Dias (Cidade Industrial em Contagem) já foi elaborado, mediante inúmeras atividades com participação ativa de empresas instaladas no Distrito e públicos como Prefeitura Municipal de Contagem, Cemig e Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI). O plano considerou sete eixos temáticos: Governança; Infraestrutura e Logística; Mercado e Imagem; Competividade Industrial; Capacitação e Recursos Humanos; Ciência e Tecnologia; Aspectos Econômicos e Financeiros.

Os próximos passos do Programa envolvem, no caso de Contagem, a implantação da governança no local, com a participação de lideranças empresariais, da Prefeitura e do Governo estadual, por exemplo, bem como implementação das atividades e ações prioritárias já iniciadas. Em relação aos outros 12 DIs selecionados, o Programa atuará agora na sensibilização dos empresários instalados em cada Distrito Industrial, estimulando sua participação ativa no processo de elaboração do Plano de Ação de Revitalização e Modernização. Também serão realizadas entrevistas com empresários e o diagnóstico de maturidade das empresas instaladas nessas 12 localidades.

Os investimentos previstos pela Codemig para o Programa em 2016 são de aproximadamente R$30 milhões. A iniciativa seguirá até 2018, durante toda a atual gestão do Governo estadual, que vem valorizando a integração, a parceria e a regionalização do desenvolvimento socioeconômico.

Historicamente, a criação de espaços preparados para receber plantas industriais no Brasil data do início do século XX. O Estado de Minas Gerais foi pioneiro nessa empreitada. Desde o final do século XIX, já se pensava no setor industrial como uma das principais formas de desenvolvimento econômico estadual.

O Programa e suas etapas

Os principais objetivos estratégicos do Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais são organizar a infraestrutura de ponta, aumentar a atratividade do distrito em relação ao mercado e promover a visão sistêmica do desenvolvimento e da competitividade industrial, bem como estruturar um ambiente de cooperação. Para isso, o trabalho avaliou as principais potencialidades e os setores produtivos, além das necessidades de infraestrutura.

A primeira etapa do programa consistiu no mapeamento, pelo qual foram obtidos dados cadastrais e informações sobre os 53 DIs e as empresas de cada distrito. Nessa fase, a Codemig adotou um modelo que envolveu a comunidade local e regional. Por meio de parcerias com universidades e outras instituições de ensino da região, foram produzidos relatórios sobre os 53 distritos industriais. Esse convênio permitiu uma interação efetiva do setor acadêmico com os distritos, envolvendo alunos, professores, entidades associativas e outros representantes locais.

Na segunda fase, o plano realizou a avaliação socioeconômica dos municípios e das cadeias produtivas atendidas pelos DIs, abrangendo dados diversos, como localização, PIB do município, renda per capita e por setores (agricultura, indústria e serviços), população (urbana e rural), inserção no mercado internacional (exportações, importações e Investimento Direto Estrangeiro), estrutura logística e atividades industriais desenvolvidas no local.

A terceira etapa envolve a análise dos 13 distritos selecionados como prioritários. A quarta fase compreenderá a proposição do Plano Diretor de Revitalização dos distritos selecionados. Por fim, o quinto momento consistirá na execução desse planejamento, abarcando itens como qualificação de fornecedores, serviços de apoio à indústria, desenvolvimento das cadeias produtivas, infraestrutura, segurança, meio ambiente e atração de investimentos.

Distritos Industriais no site da Codemig

Na seção “Áreas de atuação/Distritos Industriais” do site da Codemig, estão disponíveis outras informações sobre DIs, histórico, Programa de Revitalização e Modernização, convênios e arquivos para download. Os interessados também podem consultar as áreas disponíveis para comercialização nos Distritos Industriais da Codemig, bem como a tabela de preços vigente e a Norma de Procedimento para comercialização de áreas disponíveis nos Distritos.

Uma novidade é o robusto e moderno Sistema de Gestão Patrimonial (SGP), plataforma eletrônica de acesso público que compila as principais informações sobre áreas e empresas instaladas nos Distritos Industriais da Codemig. O SGP apresenta, de forma georreferenciada, a reconstrução lote a lote, quadra a quadra, dos Distritos sobre imagens aéreas de alta definição. Os internautas podem navegar no sistema disponível no site.

A Codemig

Empresa pública controlada pelo Estado de Minas Gerais, a Companhia integra o sistema liderado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico. A Codemig investe em múltiplos segmentos, como mineração, pesquisa de óleo e gás natural, hotelaria, parques e balneários, distritos industriais e centros de feiras e exposições, os Expominas. Essa diversidade de atuação reforça a missão da Empresa e a projeta como referência em desenvolvimento regional.

Conectada com o presente e de olho no futuro, a Codemig vive hoje um novo tempo. Em consonância com as diretrizes do Governo estadual, a Empresa empreende suas ações de maneira arrojada e moderna, pautada em três grandes eixos estratégicos: Indústria de Mineração, Energia e Infraestrutura; Indústria de Alta Tecnologia; e Indústria Criativa. Todas essas frentes evidenciam seu forte compromisso com o desenvolvimento econômico de Minas Gerais e o bem-estar dos mineiros.