ÁREAS DE ATUAÇÃO

Turismo de lazer

A hotelaria e o turismo representam mais que um negócio para a Codemig. Significam a preservação da história de Minas Gerais, em suas mais importantes estruturas de hotelaria turística, nas cidades de Araxá e de Poços de Caldas, por exemplo, com seus complexos hoteleiros formados pelo Grande Hotel de Araxá e pelo Palace Hotel de Poços de Caldas. São hotéis construídos no século passado, cuja tradição ajuda a contar a história de Minas Gerais e revela todo o glamour de uma época. Tanto o Grande Hotel de Araxá quanto o Palace Hotel de Poços de Caldas foram inteiramente restaurados e modernizados, e a sua gestão, transferida à iniciativa privada.

Minas Gerais oferece ao turista, em suas várias estâncias balneárias, muito mais do que a beleza instigante de seus parques, fontes e termas. Em Araxá, Poços de Caldas, Tiradentes, Caldas, Caxambu, Lambari e Cambuquira, o turista encontra oportunidades inesgotáveis de lazer, descanso e relaxamento. Outro forte atrativo são as águas minerais, com suas funções terapêuticas, que atraem pessoas de todo o mundo pelo seu poder medicinal.

O clima ameno, as belíssimas paisagens, as várias opções de passeios, a famosa culinária e a tradicional hospitalidade do povo mineiro compõem um conjunto de atrativos que fazem dessas cidades um destino inesquecível. 

Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável do Turismo

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), estabeleceu o Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável do Turismo em Minas Gerais. Solicitado pela Codemig e pela Setur à Fundação João Pinheiro, instituição de pesquisa e ensino vinculada à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, o plano demandou 11 meses de estudos e analisou todos os elementos da cadeia produtiva do turismo no Estado, além do sistema de gestão pública e tendências mundiais para a atividade. O documento estabelece diretrizes estratégicas para a política estadual do turismo, fornecendo as bases para o desenvolvimento de ações planejadas e coordenadas do setor.

Gastronomia com sabor de desenvolvimento

A tradicional e celebrada culinária mineira passou a ganhar mais sabor de desenvolvimento, com a nova frente de ação da Codemig em prol do fomento à Indústria Criativa no Estado. De forma pioneira e estratégica, o Governo de Minas Gerais, por meio da Codemig, lançou em 22 de agosto de 2015 o Minas de Todas as Artes — Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A ação inédita busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o Estado. Entre as primeiras iniciativas do Programa, destaca-se o lançamento do Edital de incentivo à Gastronomia, com apoio da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur).

O período de inscrições foi de 27 de agosto até 19 de outubro. Ao todo, mais de 10 projetos foram contemplados, beneficiando todos os territórios gastronômicos do Estado: Cerrado, Espinhaço, Rios, Central e Mantiqueira. Foram avaliados critérios como viabilidade da execução, abrangência, inovação, envolvimento de profissionais e produtos da região, participação de chefs, público estimado, estrutura física, estratégias de comunicação e comercialização, tradição do evento e acessibilidade. Os investimentos nessa iniciativa somam R$1,5 milhão.

A seleção de projetos de fortalecimento e fomento dos festivais gastronômicos tem o objetivo de potencializar a cadeia produtiva gastronômica em Minas Gerais e contribuir para a movimentação do fluxo turístico regional e nacional, além de reforçar o posicionamento do Estado como um destino turístico gastronômico de referência no País.

Em junho de 2015, a Codemig e a Secretaria de Estado de Turismo levaram produtores mineiros para a capital cearense, Fortaleza, onde ocorreu o Projeto Fartura, realizado pelo Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes. Para esse encontro, a Codemig viabilizou a participação de cinco empreendimentos mineiros.  O evento também constituiu uma oportunidade para ampliação da rede de contatos, prospecção de novos clientes e geração de negócios com redes de supermercados locais, bares, restaurantes e até mesmo o setor hoteleiro do Estado do Ceará. Em agosto de 2015, no Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes, a Codemig novamente valorizou a cadeia produtiva da gastronomia mineira, com a apresentação de estande próprio no qual produtores mineiros foram convidados a expor seus produtos.

Para além dos restaurantes e das mesas dos grandes chefs, a cadeia produtiva da gastronomia envolve também matérias-primas, pequenos produtores, indústrias, redes de distribuição e comércio. Somando-se todos esses setores, tem-se a expressiva participação de 18% no PIB brasileiro. Alinhada com a Setur, a Codemig passou a contribuir, então, para a promoção da gastronomia como vetor de desenvolvimento econômico de Minas Gerais, além de consolidar a identidade do povo mineiro a partir de suas tradições e aspectos histórico-culturais.

Valorização de eventos gastronômicos

O apoio da Codemig a diversos eventos de estímulo à Indústria Criativa integra o plano de ações estrategicamente estruturado em benefício do desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Entre as variadas iniciativas que receberam o suporte da Codemig em 2015, estão o Festival Cultural, Gastronômico e Turístico Brumadinho Gourmet, o Projeto Fartura e o Mineirão Gastrô. Dessa forma, a Empresa promove a associação de seu nome a ações de visibilidade, credibilidade e importância para o Estado.

O Brumadinho Gourmet exerce papel preponderante na promoção do turismo em Casa Branca, distrito mineiro de Brumadinho. Seu objetivo é divulgar a culinária local, as riquezas artísticas e culturais, além dos pontos turísticos de Casa Branca. Sua sétima edição ocorreu entre 4 e 7 de setembro de 2015, no Espaço Gourmet. Para a Codemig, o evento, já consolidado e com alto nível de visibilidade, é uma vitrine de marcas e produtos, que contribui para o fortalecimento da Indústria Criativa mineira. O encontro aquece diversas cadeias produtivas, nos segmentos de gastronomia, música e artes, incentivando seu desenvolvimento.

Por sua vez, o Projeto Fartura, realizado pela Arte Projeto Promoções, é uma plataforma de eventos culturais com foco na gastronomia brasileira, na música instrumental e nas artes cênicas. A iniciativa que deu origem a essa plataforma é o mencionado Festival Cultura Gastronomia Tiradentes, considerado atualmente como um dos mais importantes eventos de cultura do País e um dos mais propulsores do desenvolvimento cultural, turístico e econômico de Tiradentes e região. Pela sua relevância, a Codemig apoiou a realização do evento na capital mineira, subsidiando a programação musical e gastronômica e as atividades de formação do Fartura BH.

Já o Mineirão Gastrô constitui um evento gastronômico voltado aos apreciadores de culinária e ao público em geral, com a presença de dezenas de restaurantes e food trucks. Sua sexta edição foi programada para dezembro de 2015 no estacionamento descoberto G1 do Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, com 25 food trucks, oito food bikes e seis restaurantes da capital. Com periodicidade mensal, proporciona a troca de experiências, saberes e sabores, em um ambiente agradável, propício à socialização e ao intercâmbio gastronômico e cultural entre os participantes.

De Minas Gerais para o mundo

A Expo Milão 2015, grandiosa exposição universal que reuniu mais de 140 países na Itália, recebeu a Semana de Minas Gerais em Milão. Entre os dias 12 e 18 de outubro, diversas ações gastronômicas, culturais, empresariais, diplomáticas e comerciais foram promovidas pelo Governo do Estado de Minas Gerais, em parceria com a Codemig e outros parceiros.

A missão mineira no terceiro maior evento mundial contribuiu para a projeção do Estado no cenário internacional, divulgando seu novo modelo de governança e desenvolvimento. Além disso, destacou relevantes iniciativas em variados segmentos, como gastronomia, design, tecnologia e moda, evidenciando oportunidades de negócio e turismo e posicionando Minas Gerais como referência para investimentos estratégicos, no setor da economia criativa, por exemplo.

O Estado integrou o Pavilhão Brasil, organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) sob a coordenação de uma Comissão Interministerial presidida pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na semana dedicada à divulgação de Minas Gerais na mostra global, os visitantes puderam conhecer mais sobre os diferentes tipos de café, doces, geleias, licores, cachaça, própolis, mel e pão de queijo. Por meio do Projeto Imagem, azeites, vinhos e produtos tipicamente mineiros estiveram entre as atrações, em uma ação conjunta entre a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), a Exportaminas (unidade de comércio exterior da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico) e a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

A Expo Milão ocorreu entre maio e outubro, tendo como tema “Alimentando o Planeta, Energia para a Vida”. Nesta edição, a previsão de público foi de 20 milhões de visitantes em um espaço de 1 milhão de metros quadrados. Além de países e empresas, participam da exposição mundial a sociedade civil e organizações internacionais, como a ONU e a União Europeia. Trata-se de um evento sustentável, tecnológico e temático, focado em seus visitantes, que puderam vivenciar uma experiência única sobre o tema da nutrição, em uma viagem por alimentos e tradições de povos de todo o mundo. A mostra global é realizada a cada cinco anos em diferentes cidades do planeta, desde 1851, como plataforma para o diálogo internacional sobre temas e avanços relevantes para a humanidade.



Voltar